O campesinato do (no) Povoado Serrote Grande , Craíbas/AL: modo de vida e produção

O campesinato do (no) Povoado Serrote Grande , Craíbas/AL: modo de vida e produção

Autor(a)
Gama, Livia Thaysa Santos de Albuquerque.
<liviathaysasagama@gmail.com>
Ano de publicação
2020
Data da defesa
18/05/2020
Curso/Outros
Geografia - Licenciatura - EaD
Número de folhas
35
Tipo
TCC - Trabalho de Conclusão de Curso
Local
UFAL, Campus Arapiraca, Unidade Educacional ARAPIRACA
Resumo

O trabalho ora apresentado discorrerá sobre o campesinato no povoado Serrote Grande, situado no municipio de Craíbas, interior do estado de Alagoas. Nesse sentido, serão levados em consideração os elementos estruturais do campesinato, e da produção camponesa. Logo, serão discutidos o trabalho familiar como elemento central no modo de vida camponês, a contratação de trabalhadores temporários, a produção, comercialização e renda no campesinato. Este estudo objetiva explorar sobre a produção do espaço geográfico do povoado que será lócus da pesquisa, analisando o modo de vida e as relações de produção existentes em cada unidade produtiva, a fim de compreender a dinâmica entre o trabalho familiar e a contratação de trabalhadores temporários. A metodologia utilizada está relacionada a pesquisa bibliográfica, tendo como principal referência Abramovay (1998); Bombardi (2004); Oliveira (1997, 2009); Santos (1978, 1981); Woortmann (1990, 2009), pesquisa de campo a partir de visita técnica exploratória com aplicação de questionários e entrevistas e construção de acervo iconográfico. Como resultados obtidos por meio da pesquisa de campo, constatou-se que o povoado Serrote Grande trata-se de uma comunidade campesina, por apresentar em sua estrutura ascaracteristicas universais do campesinato, como por exemplo, a unidade indissolúvel entre o empreendimento agrícola e a família; uso intensivo do trabalho; natureza patriarcal da organização social; a família camponesa capitalismo/socialismo, oferta de produtos agropecuários abaixo de grandes empresas.

Abstract

The work presented here will discuss the peasantry in the town of Serrote Grande, located in the municipality of Craíbas, in the state of Alagoas. In this sense, the structural elements of the peasantry and peasant production will be taken into account. Therefore, family work as a central element in the peasant way of life, the hiring of temporary workers, production, commercialization and income in the peasantry will be discussed. This study aims to explore the production of the geographic space of the village that will be the locus of the research, analyzing the way of life and the relations of production existing in each productive unit, in order to understand the dynamics between the family work and the hiring of temporary workers. The methodology used is related to bibliographical research, having as main reference Abramovay (1998); Bombardi (2004); Oliveira (1997, 2009); Santos (1978, 1981); Woortmann (1990, 2009), field research from an exploratory technical visit with application of questionnaires and interviews and construction of an iconographic collection. As results obtained through the field research, it was verified that the town of Serrote Grande is a peasant community, because it presents the universal characteristics of the peasantry, such as the indissoluble unity between the agricultural enterprise and the family; intensive use of labor; patriarchal nature of social organization; the peasant family capitalism / socialism, supply of agricultural products below large companies.

Orientador(a)
Dr.ª Santos, Cirlene Jeane Santos e.
Banca Examinadora
Dr. Albuquerque, Cícero Ferreira de.
Dr. Porto, Gil Carlos Silveira.
Palavras-chave
Trabalhadores rurais.
Campesinato.
Comunidades agrícolas.
Camponeses.
Áreas do Conhecimento/Localização
Coleção Propriedade Intelectual - CPI/BSCA.
Categorias CNPQ
7.00.00.00-0 Ciências humanas.
Visualizações
166
Observações


Não foi possível exibir o PDF