Como nascem os congestionamentos: as condições que levaram as cidades à dependência do automóvel

Autor(a)
Oliveira, Ruan Victor Amaral.
<ruanvictoramaral@hotmail.com>
Ano de publicação
2021
Data da defesa
25/08/2020
Curso/Outros
Arquitetura e Urbanismo
Tipo
TCC - Trabalho de Conclusão de Curso
Local
UFAL, Campus Arapiraca, Unidade Educacional ARAPIRACA
Resumo

A cidade é resultante de um processo de desenvolvimento da sociedade, nela estão presentes características culturais e sociais da espécie humana. Essas características são apresentadas desde a sua morfologia urbana até a forma como os cidadãos a utilizam. Durante o século XX, o modelo de desenvolvimento das cidades brasileiras se embasou na reaplicação do modelo de desenvolvimento das cidades estadunidenses, impulsionado por um intenso processo de industrialização pelo qual o país passou no século XX. Tal processo se estruturou a partir do uso do automóvel como principal instrumento para os deslocamentos dos cidadãos, com as ruas e avenidas passando a ser planejadas prioritariamente para veículos automotivos. Como consequência desse modo de planejamento urbano, os principais centros urbanos passaram a ter que lidar com graves problemas de deslocamentos nas suas vias. A solução encontrada por diversos gestores urbanos foi de aumentar, diretamente ou indiretamente, os incentivos para a utilização do automóvel. Essa alternativa criou um ciclo de dependência automotiva no ambiente urbano, que ocasionou um modo de desenvolvimento (in)sustentável. Desse modo, este trabalho tem como objetivo principal elaborar uma reflexão sobre a (in)sustentabilidade do atual modelo de desenvolvimento urbano pautado na dependência automotiva. Sendo a cidade de Arapiraca objeto de análise específico. Em Arapiraca, o crescimento horizontal e disperso da cidade expõe a sua dependência dos transportes motorizados para a realização dos deslocamentos no ambiente urbano e rural. Durante a investigação, observou-se que decisões políticas e governamentais eram responsáveis por gerar mais congestionamentos urbanos e impactos negativos na cidade. Como resultado, na atualidade, quase metade da população depende de um veículo motorizado para se deslocar na cidade. Assim, com base no referencial teórico apresentado, e entrevista realizada com o Ex-prefeito da cidade, Luciano Barbosa, foram estabelecidos, cenários, para mitigar os grandes impactos no ambiente urbano fruto da dependência automotiva, como: a promoção da mobilidade ativa, a restruturação do transporte público e outras políticas de desestímulo ao uso do automóvel.

Abstract

The city is the result of a process of development of the society, in it are present cultural and social characteristics of the human species. These characteristics are presented from its urban morphology to the way citizens use it. During the 20th century, the development model of Brazilian cities was based on the reapplication of the development model of American cities, driven by an intense process of industrialization through which the country passed in the 20th century. This process was structured from the use of the automobile as the main tool for the displacement of citizens, with the streets and avenues now being planned primarily for automobiles. As a consequence of this mode of urban planning, the main urban centers began to have to deal with serious problems of displacement on their roads. The solution found by managers was to increase road capacity from building and widening roads and encourage the development of the city in a low urban density model. In Arapiraca, the dispersed fragmentation of the city exposes its dependence on motorised transport for urban travel. During the research it was observed that political and governmental decisions were responsible for generating more urban congestion and negative impacts on the city. Thus, based on the theoretical framework presented, scenarios, were established to mitigate the major impacts on the urban environment as a result of car dependence: such as accessible pedestrian design, readjustment of streets and public spaces, and policies to discourage car use.

Orientador(a)
Ma. Moura, Simone Rachel Lopes.
Banca Examinadora
Ma. Barros, Alice de Almeida.
Ling, Anthony de Barros.
Dr. Cruz, Marcelo Karloni da.
Palavras-chave
Gestão urbana .
Mobilidade.
Cultura do automóvel.
História do urbanismo.
Áreas do Conhecimento/Localização
Coleção Propriedade Intelectual - CPI/BCA.
Categorias CNPQ
6.00.00.00-7 Ciências sociais aplicadas.
Visualizações
42
Observações


Não foi possível exibir o PDF