O psicólogo hospitalar e a importância da sua atuação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) 

Autor(a)
Silva, Elys Lavinia Carvalho.
<elyslavinia@gmail.com> Silva, Wanessa de Oliveira Pinheiro.
<wanessaaolliveira@gmail.com>
Ano de publicação
2021
Data da defesa
25/02/2021
Curso/Outros
Psicologia (U. E. Palmeira dos Índios)
Tipo
TCC - Trabalho de Conclusão de Curso
Local
UFAL, Campus Arapiraca, Unidade Educacional PALMEIRA DOS ÍNDIOS
Resumo

A psicologia apresenta diversos campos que possibilitam o seu exercício profissional, nesse sentido a Psicologia hospitalar caracterizada por ser atuante nas unidades hospitalares vem sendo um dos novos âmbitos de atuação do psicólogo (a). Especificamente dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) sabe-se que socialmente o ambiente da internação configura um conjunto de significados aos pacientes e aos seus cuidadores/familiares, visto que, ambos vivenciam um processo cauteloso mediante o fator da doença que por sua vez desenvolve um misto de sentimentos, angústia, ansiedade, medo, tristeza; não somente para o paciente, mas para a tríade paciente/família e equipe multidisciplinar. Nesse aspecto, a Psicologia se faz necessária e imprescindível com a finalidade de ajudar o paciente e a família a ressignificar o ambiente, como também possibilitar uma compreensão mais clara acerca da dor e dos aspectos psicológicos e psicossomáticos por ela desencadeados. Assim como, para a equipe multidisciplinar, o (a) psicólogo (a) hospitalar utiliza dos seus eixos de intervenção, acolhimento, escuta, atuando como mediador das relações existentes na tríade paciente, família e equipe de saúde, com o intuito de evitar episódios de estresse que possam afetar a saúde mental dos mesmos. Desse modo, visando atender tal objetivo, o trabalho foi fundamentado em uma revisão de literatura, partindo de materiais já publicados (dissertações, artigos, publicações na internet, dentre outros) datados apenas da última década possibilitando um melhor entendimento acerca do tema exposto.

Abstract

Psychology has several fields that enable its professional practice, in this sense Hospital Psy- chology characterized by being active in hospital units has been one of the new areas of activity of the psychologist. Specifically within the Intensive Care Unit (ICU) it is known that socially the hospitalization environment configures a set of meanings to patients and their caregivers / family members, since both experience a cautious process due to the disease factor, which in turn develops a mixture of feelings, anguish, anxiety, fear, sadness; not only for the patient, butfor the patient / family triad and multidisciplinary team. In this aspect, Psychology is necessaryand indispensable in order to help the patient and family to reframe the environment, as well asto enable a clearer understanding about pain and the psychological and psychosomatic aspects triggered by it. As well as, for the multidisciplinary team, the hospital psychologist uses its axes of intervention, reception, listening, acting as a mediator of the existing relationships in the patient, family and health team, in order to avoid episodes of stress that may affect their mental health. Thus, aiming to meet this objective, the work was based on a literature review, startingfrom materials already published (dissertations, articles, publications on the internet, among others) dated only in the last decade, enabling a better understanding of the exposed theme.

Orientador(a)
Ma. Magalhães, Caroline Cavalcante Padilha.
Banca Examinadora
Ma. Barbosa, Lidiane dos Santos.
Lopes, Luana Karla Santos.
Palavras-chave
Psicologia hospitalar.
Hospitais – Aspectos psicológicos.
Psicólogos - Hospitais.
Áreas do Conhecimento/Localização
Coleção Propriedade Intelectual - CPI/BPPI.
Categorias CNPQ
7.00.00.00-0 Ciências humanas.
Visualizações
14
Observações


Não foi possível exibir o PDF